Documento é um guia com recomendações para orientar a indústria no retorno gradual e seguro das atividades

O Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (Senai Cetiqt), em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi), a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) e o Serviço Brasileiro das Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lançou o protocolo Prevenção da Covid-19 na Confecção Industrial, documento que reúne recomendações e lista as melhores práticas para a retomada de atividades e proteção dos trabalhadores, com base técnico-científica e com referências de órgãos nacionais e internacionais. 

O material foi desenvolvido com a possibilidade de atualização frequente de acordo com o cenário epidemiológico e com o avanço do conhecimento científico sobre a Covid-19. Para isso, se pauta em pilares importantes como a comunicação, o distanciamento social, as atitudes corretas para entrada nos ambientes, limpeza e desinfecção, ações que surgem como pontos chave na adequação do ambiente de trabalho para os trabalhadores da indústria têxtil.  

O consultor do Instituto Senai, Luiz Leão, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do documento, revela que ele é um guia que reúne recomendações e melhores práticas para orientar a indústria no retorno gradual e seguro de suas atividades, mas ressalta que ele deve ser adaptado à realidade de cada empresa de confecção. 

“Focamos nas especificidades das operações, como descarte de agulhas, cuidados com os centros de treinamentos para costureiras, locais de registro de ponto e cuidados com a formação de fila no refeitório, além de orientações para o cuidado com a saúde mental de todos neste momento tão importante”.        

Cláudio Patrus, médico do trabalho do Sesi reforça que os cuidados com a retomada da indústria são essenciais para evitar novos contágios pois “a Covid-19 é uma doença que foi identificada há poucos meses e, de março até hoje, houve grande evolução tanto na lógica de atendimento quanto de tratamento”.  

O protocolo Prevenção da Covid-19 na Confecção Industrial é um documento que também promove instruções para o monitoramento da saúde dos trabalhadores sem sintomas através de telemonitoramento, onde o próprio colaborador informa os sintomas detectados através de aplicativo. 

“Esses protocolos farão enorme diferença para a retomada segura. Queremos que o Brasil seja reconhecido em sustentabilidade, saúde e segurança das pessoas”, finalizou Fernando Pimentel, presidente da Abit. 

Sobre o Senai Cetiqt

O Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil - Senai Cetiqt – é formado pela Faculdade Senai Cetiqt, Instituto Senai de Inovação em Biossintéticos e Fibras e Instituto Senai de Tecnologia Têxtil e de Confecção. Criado em 1949, é hoje um dos maiores centros de geração de conhecimento da cadeia produtiva química, têxtil e de confecção, setores que juntos geram cerca de 11,9 milhões de empregos no país. 

 

Por: Jornal a Voz da Serra